Sem sair do muro, Marta rejeita boicote após aposentadorias em série

  |   Football

Qual a opinião da craque Marta sobre a crise na seleção brasileira feminina de futebol? Ela diz que a posição dela já foi exposta, mas não diz exatamente qual é. Sem sair de cima do muro, a principal expoente do futebol feminino no Brasil rejeitou nesta quinta-feira seguir o caminho de outras veteranas e se aposentar da seleção em forma de protesto após a demissão da técnica Emily Lima e do retorno de Vadão para o seu lugar.

A atacante Cristiane, dona do maior salário do futebol mundial, foi a responsável por iniciar o movimento na quarta-feira, anunciando que não jogaria mais pela seleção. Nesta quinta-feira, outras duas jogadoras, a volante Fran e a lateral-esquerda Rosana, seguiram pelo mesmo caminho.

A comunidade do futebol então passou a esperar pelo posicionamento de Marta, que, com a aposentadoria de Formiga, virou a principal líder do grupo. Ela apenas postou um vídeo no modo “stories” do Instagram, que some depois de 24 horas.

“Eu já me posicionei. Já saiu reportagem há três dias, já saiu reportagem hoje. É só ir lá ver minha opinião”, afirmou, sem citar qual reportagem e o disse.

Há quatro dias, Marta falou com o SporTV e afirmou ser contra seguidas mudanças de treinadores, mas que respeitava a hierarquia.

Leia a matéria completa: https://olharolimpico.blogosfera.uol.com.br/2017/09/28/sem-sair-do-muro-marta-rejeita-boicote-apos-aposentadorias-em-serie/

📲 Get Football on Whatsapp 💬