Flamengo se posiciona sobre confusão no Maracanã, rebate polícia e critica torcedor violento

  |   Football

O Flamengo divulgou na noite desta quinta-feira uma nota oficial em que se posiciona sobre as confusões na final da Sul-Americana, no Maracanã. No texto, o clube atribuiu os problemas ao comportamento do torcedor, que forçou invasões mesmo sem ingresso, e ao policiamento, que não teria efetivo suficiente.

O clube também rebateu o Gepe, da Polícia Militar, que afirmou que os cartões de sócios-torcedores foram o principal problema para o controle da torcida na entrada.

"Portanto, consideramos equivocada a justificativa dada pelo comandante do Grupamento Especial de Policiamento em Estádios de que apenas um fator – o uso de cartões-ingressos descarregados por sócio-torcedores mal-intencionados – seja a razão predominante para os acontecimentos de ontem. É importante citar que cartões-ingresso são amplamente utilizados em eventos esportivos no mundo todo, inclusive no Brasil, e são uma forma de oferecer conforto e comodidade aos torcedores", afirma o clube em nota.

Sobre os atos violentos, o Flamengo afirmou que "torcedores que amam o clube, suas famílias, além de profissionais atuando no jogo não podem ficar reféns, retidos no estádio, em função da ação de selvagens".

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) está cobrando uma apuração sobre os atos de violência cometidos na partida entre Flamengo e Independiente. O Grupo de Atuação Especializada do Desporto e Defesa do Torcedor (GAEDEST/MPRJ) enviou DVDs com imagens das práticas ocorridas dentro do estádio e nos arredores, além dos problemas em um hotel na Barra da Tijuca, onde o time argentino estava concentrado.

Leia a matéria completa: http://v.duta.us/HGr1zAAA

📲 Get LIVE Football & Football News on Whatsapp 💬