MP eleitoral de MG e PI abrem apuração sobre posts petistas pagos em redes sociais

  |   Brazil News

As procuradorias eleitorais de Minas Gerais e do Piauí abriram procedimentos para analisar se houve irregularidades envolvendo o pagamento de influenciadores em redes sociais para fazer campanha para candidatos petistas. O procedimento é o primeiro passo para a abertura de uma investigação formal.

O caso ganhou repercussão no fim de semana após uma série de posts exaltando a gestão do governador do Piauí, Wellington Dias, candidato a reeleição.

Internautas passaram a acusá-lo de pagar uma agência de "influenciadores digitais" para divulgar mensagens positivas a seu respeito. A prática seria ilegal.

A ação foi denunciada pela influenciadora digital Paula Holanda. Em seu Twitter, ela disse que foi procurada por uma representante de uma agência de marketing digital, a Lajoy.

Oura agência apontada como recrutadora destes influenciadores é a BeConnected, de Belo Horizonte, e que tem um assessor do deputado federal Miguel Corrêa (PT-MG), candidato ao Senado, como sócio.

O PT negou qualquer envolvimento no caso e que fará uma investigação interna.

Leia a matéria completa: http://v.duta.us/IRFT7QAA

📲 Get Brasil News on Whatsapp 💬