Vídeo de brasileiros na Rússia é retrato de sexismo 'cotidiano' e é preciso um basta, diz representante da ONU

  |   Brazil News

No primeiro comentário oficial das Nações Unidas sobre o vídeo em que brasileiros induzem uma mulher russa a repetir palavras obscenas durante a Copa do Mundo da Rússia, o representante do secretário-geral da ONU no Brasil, Maurizio Giuliano, lembra que a violência psicológica contra mulheres acontece todos os dias – e, na maioria esmagadora das vezes, não tem visibilidade.

"O vídeo foi gravado em um lugar e em um contexto particularmente visíveis. É a Copa do Mundo. A agressão foi filmada, envolve uma mulher estrangeira, reúne vários homens, não apenas um, e também circulou online", diz Giuliano em entrevista à BBC News Brasil.

"Mas é fundamental que nos lembremos que este caso é um de uma série de agressões que acontecem todos os dias, em todos os lugares. E isso precisa de um basta", continua o italiano, diretor do Centro de Informações da Organização das Nações Unidas para o Brasil. "Este caso particular é emblemático de um problema muito amplo."

Segundo o representante da ONU, a exposição da mulher retratada no vídeo representa uma violência para todas as mulheres e a indignação que o caso despertou precisa se refletir na prática, em situações cotidianas.

Após a repercussão do caso, o Ministério Público Federal no Distrito Federal abriu uma investigação criminal.

Leia a matéria completa: http://v.duta.us/XyAFUAAA

📲 Get Brazil News on Whatsapp 💬