Espaço de cultura judaica em São Paulo reabre biblioteca fechada por 40 anos

  |   Entretenimento

Após quase 40 anos fechada, a biblioteca da Casa do Povo, espaço de cultura e resistência judaica na região central de São Paulo, foi reaberta hoje. O local foi fundado em 1946, no bairro do Bom Retiro, por imigrantes e refugiados vindos da Europa Oriental. Muitos dos livros que formam o acervo do centro cultural também vieram nessa época, alguns em ídiche, língua próxima do alemão, mas que usa o alfabeto hebraico.

São cerca de 10 mil livros que voltam a ser lidos e manuseados. É uma coleção que foi se formando pelas doações da comunidade e incorporação de acervos pessoais e de outras instituições. Há ainda o material trazido pelos coletivos que usam o espaço. Atualmente são 25 grupos que desenvolvem atividades como ateliê de costura manual, escola de jornalismo para jovens periféricos, coral em ídiche, laboratório de publicações e artistas de diversas linguagens.

Foi em 2017, na esteira de um processo de reocupação do espaço iniciado em 2012, que começou o trabalho de reativação da biblioteca. O centro obteve ainda apoio financeiro do Programa de Ação Cultural da Secretaria Estadual de Cultura de São Paulo.

Leia a matéria completa: http://v.duta.us/YSRrwwAA

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil.

📲 Get Entretenimento on Whatsapp 💬